Photo
#38 aterro do flamengo | 1965autor: affonso eduardo reidy (arquitetura e urbanismo) e roberto burle marx (paisagismo)local: rio de janeiro, brasilmotivo: parque urbano incorporado à paisagem da cidade

#38 aterro do flamengo | 1965
autor: affonso eduardo reidy (arquitetura e urbanismo) e roberto burle marx (paisagismo)
local: rio de janeiro, brasil
motivo: parque urbano incorporado à paisagem da cidade

Photo
#37 casa de vidro | 1951autor: lina bo bardilocal: são paulo, brasilmotivo: caixa de vidro suspensa por pilotis que confunde-se com a natureza

#37 casa de vidro | 1951
autor: lina bo bardi
local: são paulo, brasil
motivo: caixa de vidro suspensa por pilotis que confunde-se com a natureza

Photo
#36 edf. villa mariana | 1976autor: wandenkolk tinocolocal: recife, brasilmotivo: edifício-jardim

#36 edf. villa mariana | 1976
autor: wandenkolk tinoco
local: recife, brasil
motivo: edifício-jardim


Photo
#35 capela oficina brennand | 2006autor: paulo mendes da rocha e eduardo colonellilocal: recife, brasilmotivo: interferência mínima recupera idéia de abrigo

#35 capela oficina brennand | 2006
autor: paulo mendes da rocha e eduardo colonelli
local: recife, brasil
motivo: interferência mínima recupera idéia de abrigo

Photo
#34 capela de notre-dame-du-haut | 1955autor: le corbusierlocal: rochamp, françamotivo: arquitetura como segunda natureza.

#34 capela de notre-dame-du-haut | 1955
autor: le corbusier
local: rochamp, frança
motivo: arquitetura como segunda natureza.

Photo
#33 estádio municipal de braga | 2003autor: eduardo souto de mouralocal: braga, portugalmotivo: qualidade técnica do partido aliada à preocupação da apreensão da paisagem.

#33 estádio municipal de braga | 2003
autor: eduardo souto de moura
local: braga, portugal
motivo: qualidade técnica do partido aliada à preocupação da apreensão da paisagem.

Photo
#30 church of the light | 1989autor: tadao andolocal: osaka, japãomotivo: sutileza no enquadramento da paisagem/luz.

#30 church of the light | 1989
autor: tadao ando
local: osaka, japão
motivo: sutileza no enquadramento da paisagem/luz.